Sentes o quanto eu gosto de ti? Claro que não, mãe.

Atualizado: Jun 20


Dei-lhe um beijo.

Daqueles que vêm tão de dentro, tão intencionais, tão emocionais… carregado da esperança de que permaneça indelével na sua pele, no seu coração; no desejo que ecoe muito para lá da minha presença, da minha existência.

Não me apetecia palavras.

Intui entregar-lhas: «Adoro-te, filho.» «Obrigada, mamãaaaaa» num sorriso rasgado.

Inquietei-me. Amedrontei-me.

«Sabes que te amo, não sabes?» «Claro que sei.»

O alívio.

«Como é que sabes?» «Porque tu dizes todos os dias»

O arrepio. A dúvida.

«E se eu não te dissesse?» «Se não dissesses, não sabia.»

O horror. A angústia.

«Não sentes o quanto eu te amo? O quanto eu gosto de ti?» «Claro que não.» - a estocada final!? - «Eu só sinto o quanto EU gosto de TI. Não consigo sentir o que TU sentes, só o que EU sinto. Por isso é que fico tãoooo felizzzzzz, quando dizes que gostas de miiimmmmm».

Os braços pequeninos a apertarem-me com quanta força têm.

32 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Becos